• Maqnelson John Deere

Maqnelson participa da IV Semana da Agronomia UFU



Maqnelson participa de 24/10 a 27/10, da IV Semana da Agronomia, na Universidade Federal de Uberlândia – UFU, no campus Glória, em Uberlândia. Esse importante encontro destacou o panorama da nova agricultura global, as suas tendências e, sobretudo, como os futuros agrônomos podem se preparar para melhor explorar as oportunidades da evolução tecnológica na agricultura 5.0.


"O curso foi extremamente técnico e qualificado, além disso, a temática nos possibilitou conhecer um universo cheio de oportunidades, o qual necessita de profissionais extremamente qualificados e, que devido ao apoio e profissionalismo do Consultor de Soluções Integradas, Rafael e da Maqnelson, tivemos uma excelente imersão na área. Agradeço a todos pela oportunidade", ressalta Artur Junqueira - aluno e membro do diretório do curso de agronomia - UFU.


Por meio de muita interatividade, a IV Semana da Agronomia reuniu profissionais com expertises variadas para o setor, como: biologia molecular, análise por imagem, crédito de carbono, comércio commodities, crédito rural, além do tema mais esperado: conectividade de máquinas – gestão agronômica na palma da mão. O minicurso foi ministrado pelo Consultor de Soluções Integradas da Maqnelson, Rafael Lehmen - curso focado na evolução tecnológica da agricultura de precisão brasileira desde a sua integração nas máquinas agrícolas até a era digital, onde os dados se tornam protagonistas na gestão e tomada de decisão gerencial das propriedades rurais, através da conectividade de máquina que garante a comunicação de dados em tempo real, aumentando produtividade, reduzindo custos e permitindo melhor planejamento das operações através dos mapas agronômicos, onde é possível identificar e mapear com precisão as tomadas de decisão em todos os ciclos produtivos.


Os alunos receberam orientações desde configuração do monitor, interpretação e análise dos dados, e também como armazenar essas informações na plataforma do Operations Center, salientando toda a importância das ferramentas de precisão para melhores rendimentos nas atividades agrícolas, como: mais economia, melhor performance, precisão ao identificar falhas enquanto a operação acontece, o que possibilita correções imediatas e eficazes, sem contar que as aplicações de insumos ocorrem no local certo e na medida exata. Tudo isso através da integração de dados.


A turma composta por aproximadamente 50 alunos aproveitou para esclarecer dúvidas e extrair mais detalhes desse mercado em expansão. De acordo com a revista Exame, o agro brasileiro representa quase 30% do PIB brasileiro - a maior participação em 17 anos - e emprega mais de 9 milhões de brasileiros. Brasil deixou de ser importador para ser o maior exportador do planeta. O desempenho do agronegócio brasileiro se deve ao avanço da tecnologia, que fornece soluções para manter a produtividade, utilizar as terras com eficiência e se manter sustentável, ao mesmo tempo em que alimenta uma população global crescente.


A tecnologia é uma forte aliada na prosperidade do campo: do preparo do solo, até a distribuição dos produtos, o agronegócio sofre com os percalços da própria natureza. Secas, geadas, queimadas e pragas podem comprometer meses de trabalho e milhões de reais ao final de uma temporada de plantio. Nesse contexto, a tecnologia no campo é um dos principais fatores de sucesso de um produtor rural. Afinal, tanto as máquinas, quanto os computadores e os sistemas automatizados permitem que o produtor não precise ficar a mercê de achismos na hora de controlar pragas, prever a colheita e monitorar o clima.


A Semana da Agronomia tem se tornado um momento valoroso entre empresas, produtores rurais e academia na região do Triângulo Mineiro. Além da troca de experiências, o compartilhamento de conhecimento vai ajudar os futuros engenheiros agrônomos se prepararem para as oportunidades que forem se abrindo.


A Maqnelson agradece a oportunidade cedida em partilhar com os futuros profissionais os avanços da tecnologia, e principalmente, como cada um pode contribuir para o futuro do agronegócio no Brasil.



Por: Idaliana Freitas

201 visualizações0 comentário