• Maqnelson John Deere

A importância dos mapas agronômicos na Agricultura de Precisão e a sua eficiência na operação

Atualizado: 25 de fev.


A Agricultura de Precisão é a revolução no campo. O agro 5.0 vem com força total em 2022, conectando máquinas e pessoas a uma vida melhor, otimizando de maneira mais precisa as condições das áreas de atividades agronômicas baseada no princípio da variabilidade do solo e clima. O objetivo é aumentar a produtividade das lavouras com o menor custo de produção.


Para atingir todo o potencial produtivo, utiliza-se de estratégias que identificam, analisam e tratam a desuniformidade no campo. Com o mapa de produtividade em mãos, é possível identificar as variabilidades de produção ao longo de todo talhão, ou seja, onde está produzindo mais, onde está produzindo menos e o que pode ser feito para potencializar a capacidade produtiva de todo o talhão.


Você quer saber como gerar o mapa de produtividade das suas máquinas?


O Centro de Soluções Conectadas Maqnelson (CSC), está à disposição para ajudar você a configurar seu piloto e monitor para gerar os mapas de produtividade, como também para ajudá-lo a analisar os mapas agronômicos gerados pelas suas máquinas e visualizá-los dentro do Operations Center. Com isso, você poderá planejar sua safra futura, criar zonas de manejo e potencializar sua produtividade, obtendo maior eficiência operacional e maior lucratividade.


A equipe de especialistas do CSC desenvolveu um material instrutivo para facilitar o uso dessas informações, todo um passo a passo, com as principais orientações para gerar e conectar os mapas de produtividade no Operations Center.


É só clicar e ficar conectado com a gente!

⬇️

principais orientações
.pdf
Download PDF • 7.35MB

Com tantos benefícios dos mapas de produtividade, vamos começar a coletar os dados e utilizar as informações para aumentar a sua produtividades?


📲 Centro de Soluções Conectadas Maqnelson: 0800 – 942 - 2961



Por: Idaliana Freitas

Produção e Diagramação: Guilherme Givago

169 visualizações0 comentário