top of page
  • Foto do escritorMaqnelson John Deere

Fundo de Desenvolvimento Agrícola da ONU anuncia investimento de US$ 900 milhões no Brasil



O Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) é uma instituição financeira e uma agência especializada das Nações Unidas. Com sede em Roma – o centro de alimentação e agricultura das Nações Unidas –, o FIDA investe na população rural, com capacitação para reduzir a pobreza, aumentar a segurança alimentar, melhorar a nutrição e fortalecer a resiliência.

Desde 1978, forneceu mais de US$ 24 bilhões em doações e empréstimos a juros baixos para financiar projetos em países em desenvolvimento. Em 2023, o Fundo de Desenvolvimento Agrícola da ONU anuncia novo investimento de US$ 900 milhões no Brasil (aproximadamente R$ 4 bilhões). Para isso, conta com a cooperação do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e do Fundo Verde para o Clima e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Com isso, o montante levantado será suficiente para assistir 600 mil famílias da região Nordeste, contribuindo para o aumento da produtividade, a segurança alimentar, práticas agrícolas sustentáveis e a resiliência climática - contra longos períodos de estiagem, por exemplo.

“O Brasil mais uma vez colocou a luta contra a pobreza e a fome no topo da agenda política. Isso é essencial em um contexto global em que 2,4 bilhões de pessoas sofrem de insegurança alimentar moderada ou grave”, afirmou o presidente do FIDA, Alvaro Lario, enaltecendo a parceria entre o governo do Brasil e o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola das Nações Unidas, que visa alcançar resultados inéditos nos próximos anos, transformando a vida daqueles que vivem no meio rural.

Na última década, o FIDA e o Brasil financiaram seis grandes iniciativas, que representaram um total de investimentos de US$ 453 milhões. Cada projeto, de acordo com avaliação técnica de impactos diferenciados, representou melhorias reais na vida de mais de 252 mil famílias.

Os números apresentados são expressivos:

60% dos participantes dos projetos conseguiram sair da pobreza extrema;

33% aumentaram sua renda;

67% melhoraram o acesso à alimentação;

59% diversificaram o que comiam.

No âmbito da agricultura familiar:

61% aumentaram a produção

33% ampliaram o acesso aos mercados.


A forte parceria entre o FIDA e o Brasil é baseada em um compromisso conjunto de redução da pobreza e na busca de iniciativas inovadoras que possam ajudar as comunidades rurais. Desde a década de 1980, os investimentos do FIDA no País têm se concentrado especialmente no semiárido nordestino. Os participantes têm sido agricultores familiares e grupos vulneráveis, como comunidades indígenas e remanescentes quilombolas, além de assentados da reforma agrária, mulheres e jovens. Até hoje, 13 projetos foram implementados e 615,4 mil famílias beneficiadas, com um investimento total de US$ 1,18 bilhão, dos quais US$ 297 milhões financiados pelo FIDA.

As operações do FIDA em território nacional também incluem um centro regional de Cooperação Sul-Sul e Triangular (CSST), que constantemente compartilha as melhores práticas do Brasil para outros países do mundo.


Com informações das Nações Unidas Brasil. Mais detalhes sobre o trabalho do FIDA no Brasil podem ser encontradas AQUI.

41 visualizações0 comentário
bottom of page