• Maqnelson John Deere

Crédito rural: contratações do Plano Safra somam R$ 234 bilhões



Em 11 meses, o volume de crédito rural ofertado aos produtores cresceu 19%; segundo o Mapa, os R$ 236,3 bilhões disponíveis serão contratados.


A liberação de crédito rural por meio do Plano Safra chegou ao montante de R$ 233,9 bilhões no período de julho de 2020 a maio de 2021.


Segundo dados divulgados pelo Ministério da Agricultura , o valor representa um aumento de 19%, comparado ao mesmo período da safra passada. Neste montante estão incluídos R$ 17,7 bilhões provenientes das contratações com a fonte LCA para desconto em CPR’s e operações com a Agroindústria.


“Esse desempenho confirma o bom momento da agricultura brasileira e a credibilidade alcançada pelo setor agrícola e pelos produtores rurais, com indicativos de que a safra vindoura poderá ser ainda mais exitosa”, diz o diretor de Crédito e Informação, Wilson Vaz de Araújo.


De acordo com a Secretaria de Política Agrícola do Mapa, os valores programados para o crédito rural, de R$ 236,3 bilhões serão superados, pois os saldos dos programas de investimento, e de outras finalidades, ainda não contratados, terão sua contratação efetivada, tão logo a Secretaria do Tesouro Nacional autorize a reabertura das linhas, o que deve acontecer imediatamente, após a sanção do PLN nº 4. Segundo a SPA, outras operações deverão ser contratadas no mês de junho com recursos livres ou controlados.


Segundo o ministério da Agricultura, todas as finalidades tiveram uma elevação no valor das contratações do crédito rural, em relação à igual período da safra 2019/2020.


Os investimentos foram os mais significativos, com R$ 65,9 bilhões contratados, aumento de 47%. O custeio teve R$ 117,1 bilhões em contratações (+21%), a industrialização com R$ 11,4 bilhões (+11%) e a comercialização com R$ 21,8 bilhões (+5%).


Os financiamentos de custeio, na atual safra, atingiram R$ 23,8 bilhões (+5%) no Pronamp, R$ 16,1 bilhões (+25%) no Pronaf e R$ 77,1 bilhões (+26%) em relação aos demais produtores.


No que se refere à participação das fontes de recursos utilizadas nas contratações do crédito rural, as controladas representaram 57% e as não controladas 43%.

Mesmo com um pequeno decréscimo nas contratações com recursos Obrigatórios (-4%), sua participação no crédito rural foi de 21%, se situando em R$ 48,4 bilhões. Essa participação foi de 20% ou R$ 46,5 bilhões, para os recursos da fonte LCA.


Fonte: Canal Rural

10 visualizações0 comentário